A PHP Error was encountered

Severity: Notice

Message: Uninitialized string offset: 0

Filename: controllers/blog.php

Line Number: 113

RINAVE - Registro Internacional Naval

Entrega de novo ferry classificado pela Rinave à Transtejo


Foi realizada no dia 16 de Outubro a entrega do novo ferry “Lisbonense” pelo estaleiro Navalria – Docas, Construções e Reparações Navais, S.A. à Transtejo.

Numa estratégia de médio e longo prazo, de substituição da frota, a Transtejo encomendou estes dois ferries a um estaleiro de construção e reparação naval português, a Navalria, facto que muito se saúda, o qual tem vindo a executar a construção dos navios segundo projecto também integralmente português, do gabinete One Ocean. A classificação dos navios foi entregue à sociedade classificadora Rinave – Registro Internacional de Navios. Deste modo, tem sido possível uma elevada incorporação nacional nas novas construções e o desenvolvimento da capacidade da engenharia naval portuguesa.

Características Principais dos Navios

Comprimento fora a fora           47.50 m
Boca                                       16.00 m
Pontal ao convés principal           3.65 m
Calado de escantilhões               2.20 m
Número de passageiros               360
Número de viaturas                      29
Tripulação                                     3
Motores propulsores            2 x 634 kW
Grupos electrogéneos           2 x 86 kVA


Os novos ferries, que possuem capacidade para 360 passageiros sentados e 29 veículos, representam um investimento de 14 milhões de euros e permitirão optimizar a frota da Transtejo, melhorando a qualidade, conforto e rapidez do transporte fluvial no Tejo. Uma nova realidade que terá um impacto positivo na gestão dos horários comerciais, nos níveis de oferta e, permitirá ajustamentos da gestão de frota.
Os ferries são do tipo catamaran, construídos em aço, com um comprimento fora a fora de 47,5 metros e 16 metros de boca, possuindo dois motores diesel de 850 HP cada um, o que lhes permite assegurar uma velocidade de serviço de 11 nós, com um consumo reduzido de combustível. Foram respeitados os requisitos da directiva europeia de navios de passageiros, aplicáveis a navios novos da classe D.
As embarcações apresentam teores de emissões de CO2 inferiores aos limites legais, reduzindo, desta forma, a sua pegada ecológica e respondendo à necessidade de os operadores de transportes basearem toda a sua actividade em torno do conceito de mobilidade sustentável. As duas embarcações estão também equipadas com a mais avançada tecnologia a pensar nos passageiros com mobilidade reduzida.
As novas embarcações contam com um sistema de visão nocturna que lhes permite operar em condições de visibilidade reduzida, incluindo nevoeiro. Para além disso, o parque para viaturas é amplo e sem quaisquer obstruções, o que facilita a manobra dos condutores. Para possibilitar a operação em rotas alternativas, estes catamarans adaptam-se facilmente a diferentes alturas dos pontões de acostagem, através de um sistema de tanques de compensação e de rampas duplamente articuladas, conferindo grande flexibilidade à operação. Estes navios irão proporcionar condições à Transtejo para retomar o transporte de passageiros na ligação Cacilhas – Terreiro do Paço.

Posted in portugues, General, english by 0 on 16 October 2010